segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Intensidade

INTENSIDADE, acho que não existe palavrinha no meu vocabulário que eu goste mais; da palavra e de todo o seu conceito.
Pois como diz uma famoso ditado por aí: "a vida é feita de momentos", e é a "tal" da intensidade que vivifica estes momentos, é ela que causa a combustão em nossos instantes enchendo-os de calor e nos fazendo arder de alegria, de tristeza, de saudade, de amor, de paixão, de ódio...

É ela a culpada pelo vigor da nossa existência.... seu termômetro acusa o grau do nosso rendimento a cada sentimento, a cada acontecimento e até nos pensamentos; É ela que aflora, que incendeia, que transborda...
Devemos fazer nossa existência valer a pena, devemos ser intenso a cada riso, a cada lágrima, a cada beijo, a cada abraço, a cada amasso, a cada sonho, a cada sabor, a cada dor, a cada fragância, a cada amor, a cada toque, a cada poesia, enfim, a cada dia devemos aproveitar cada experiência empírica ou não cheios de veemência.

Penso que sou intensa, e tenho o desejo de vivenciar coisas diversas, de forma excêntrica, que rendam histórias interessantes para no futuro me arrancar gargalhadas e, sobretudo, que me dê a consciência de que soube aproveitar a vida.
Intensidade significa força, vigor.... e sempre o que é mais forte é o que sobrevive, e lá na frente na história de qualquer um de nós o mais intenso ainda estará vivo (no particular de cada um).


***

-Deixo aqui dois versos repletos de intensidade:

"Me desperdiço, me doou, me comovo, me arrebento de existir."

(Fabrício Carpinejar)

*

"Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas, absolutas. Me entupo de ausências, me esvazio de excessos. Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos."

(C. Lispector)


***

.

Um comentário:

Fran disse...

Oi Natália,
gostaria de agradecer sua visita e seu recadinho...fiquei mto feliz.
Olha, seu blog é ótimo, amei todas as postagens.
Vou visitá-la sempre.
Beijão